0

Atrás do clima frio da Nevoar!

Bonnie Danda  , vocalista da Nevoar, fala sobre o início da banda e singles já lançados.

Como surgiu a banda? Porquê do nome?

A Nevoar surgiu no início de 2016. Depois de trabalhar em diferentes bandas da região (Mindgarden, Ravnos, Space Guerrilla), decidimos nos reunir para explorar novos horizontes com a música, reunindo toda essa bagagem em um novo projeto autoral.
O nome da banda tem muito a ver com o clima de Caxias do Sul, que está constantemente enevoado. Tem a ver também com o clima que levamos junto conosco sempre que vamos a algum lugar.

Como vocês se definem na sonoridade?

Gostamos da originalidade do termo Pós-Breu, que foi usado em SP para descrever a nossa sonoridade. Rock psicodélico, groove, hard blues, stoner rock, post-rock são alguns dos elementos que se fazem presentes em nossas composições.

Como tem sido a fase de criação das canções?

A criação é constante, bastante espontânea e coletiva. Nunca paramos de criar. É uma necessidade fisiológica. Normalmente criamos juntos, fazemos muitas jams. Alguém puxa alguma ideia e o resto segue junto, e se a gente gostar, passamos a trabalhar o som.

Como foi passar pela SIM SP? Qual a experiência que fica?

A experiência de ir para a SIM SP foi muito importante para a nossa trajetória até aqui. Tanto pelo fato de estarmos participando de umas das noites da SIM, quanto por ser a primeira vez que a banda deixou o estado pra tocar. Também por que foi lá que lançamos o nosso primeiro single, Lakeside Delay. Aprendemos muito com essa viagem. Ver tantas pessoas com objetivo de vida em comum, trabalhando para fazer seu som circular foi, sem dúvida, muito inspirador.

Nos falem dos singles já lançados e de suas respectivas artes

Ambos são de autoria de artistas locais. Gostamos de fazer essa parceria, pois também ajuda a divulgar o trabalho desses artistas. A ilustração do primeiro single (Lakeside Delay) é de autoria do Lucas Lizot, uma pintura a óleo sobre uma pequena tela. A Borboleta tem uma história marcante para a Nevoar, pois seguidamente aparece uma borboleta idêntica a da capa do single para nós.
A arte do segundo single (The Light) é de autoria do Demitrius Meneghetti de Pieri. Retrata o contraste entre luz e escuridão presente na letra dessa música.

Os singles farão parte do álbum?

A princípio sim.

O que podemos saber sobre esse disco? O que planejam pra breve ?

O disco vai englobar todas as nossas criações dessa primeira fase da banda. Tudo que viemos tocando desde o início da banda ate o presente momento. Uma forma de marcar o final de uma fase e o início de outra. Pretendemos gravar o disco em breve, tocar em todos os lugares que pudermos e continuar criando material novo.
Nas próximas semanas, vamos nos apresentar dia 15/06, em Bento Gonçalves/RS, em uma das Noites Morrostock, ao lado de artistas que admiramos muito: Boogarins, Os Bardos da Pangeia e Nino. E, no dia 13/07, faremos um show especial do Dia Mundial do Rock, aqui em Caxias.

Considerações finais

Primeiramente gostaríamos de agradecer muito pelo convite de participar dessa matéria no Raro Zine. Esperamos que curtam nosso som e reforçamos o convite à galera da Serra Gaúcha para que cole em peso nos próximos rolês da Nevoar. Muito obrigado e vida longa ao Raro Zine!

Facebook

Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *