0

O futuro se aproxima : Hammathaz!

O Hammathaz lançou seu mais recente single, intitulado de “So it comes”, e nesta ocasião falamos com Thales , sobre o processo e novidades breves.

Após 2 singles em vários anos , vcs soltaram o single de “So It Comes”, como foi produzir esse single?

Thales Statkevicius – O single “So It Comes” serviu para, acima de tudo, consolidar a banda. Depois de um longo período no hiato e na sede de tocar e produzir algo novo, não economizamos no trabalho, no investimento e, muito menos, em experimentar coisas novas; tanto na música em si, quanto na mixagem; feita pelo grande Thiago Bianchi.

O que impossibilitou gravar algo nesse intervalo grande de tempo?

Em 2015 a banda se desfez praticamente por completo, restando apenas Anderson Andrade: baixista e fundador da banda. Em 2016 a banda voltou a trabalhar em músicas e, em 2017, assumiu a maior parte dos integrantes que estão hoje na banda. De 2017 até 2018 criamos material para o novo primeiro álbum, incluindo o Single “So it Comes”.

Vcs sempre curtiram a estrada , o que é combustível pra seguirem na estrada ?

O Hammathaz entende que a estrada é parte essencial do objetivo que buscamos. Estamos fazendo uma “mini-tour” desde maio desse ano e, em cada um desses shows, todos nós aprendemos lições importantes, detalhes e experimentamos energias de todos os tipos.

Como foi dividir o palco com tantos nomes de expressão do cenário musical brasileiro?

Gratificante. Grandes bandas do cenário que sempre consideramos muito pelo trabalho que fazem e pelo caminho que sabemos que trilharam.

Quem criou a capa do novo single?

Jean Michel foi quem executou o trabalho que o Hammathaz tinha em mente há certo tempo. Um excelente profissional que realiza trabalhos incríveis. Dentre eles estão: “Damned if you do” da banda Metal Church, “The brotherhood”, da clássica banda de Hard rock Lynch Mod e até mesmo o novo álbum do KXM, banda do Ray Luzier (também atual baterista do Korn).

É uma prévia do novo álbum?

“So it Comes” é uma música que, por ter trabalhada COMO um Single, tem sua característica diferenciada. Temos uma introdução que nos gera um certo suspense; um “espaço” grandioso na mixagem, com os instrumentos soando “grande” e uma mixagem feita especialmente PARA a música que, além de tudo, é simples, porém, intensa.

O que podemos esperar dele?

O nosso novo álbum contará com a arte, mais uma vez, do Jean Michel para a capa. No processo de gravação estamos mesclando vários elementos do metal moderno com o metal tradicional. Todos podem esperar um álbum diferenciado com sonoridade excelente e musicalidade bem trabalhada, com elementos ímpares que a banda têm trabalhado para incrementar.

Quais são os próximos objetivos?

Pretendemos, ainda em 2019, finalizar nossa mini-tour e, ano que vem (após o lançamento do álbum) fazer com que pessoas conheçam o Hammathaz em todo o mundo, para que possam desfrutar um pouco do material que produzimos com tanto esforço nesses últimos anos.

Considerações finais

O Hammathaz agradece imensamente a todos os amigos que ajudaram a banda desde seus primeiros meses de vida. E agradece também a todos os que estão trabalhando com e para o Hammathaz nos últimos meses. Trabalhamos juntos pois temos a total certeza de excelência do trabalho de todos.

Foto principal por Fábio Augusto Fortinho

https://www.facebook.com/hammathaz

https://www.instagram.com/hammathazofficial/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *