0

Venha para a estrada : Wolftrucker!

O quarteto gaúcho , Wolftrucker fala conosco sobre seu mais recente lançamento , o já emblemático “Come To the road”, confere!
 
Falem um pouco do início do grupo , primeiros ensaios , primeiras canções , como foi essa fase?
 
O Wolftrucker nasceu em meados de 2013, em um momento de certa frustração devido ao fim da nossa antiga banda, quer dizer, minha (Bruno) e do Joey, nosso baixista, muita coisa estava começando a nos incomodar referente a rumos toscos e entediantes que a vida estava querendo nos oferecer, e foi exatamente através desse sentimento que compomos nossa primeira música You’ve Gotta Rock’N’Roll, na verdade a banda começou a partir dela. Essa época o Wolftrucker era Joey no baixo, Mata na guitarra e Bruno na bateria e nos vocais, gravamos três singles no final de 2013: You’ve Gotta Rock’N’RollFreedom e Hell is Here.
 
Vcs são da efervescente Porto Alegre (RS) , como é fazer parte de todo esse lance musical da cidade?
 
Gostamos bastante das bandas daqui, temos grandes amigos inclusive, mas infelizmente esse lance já foi mais efervescente, já que muitos bares e casas de shows daqui fecharam as portas, algumas bandas desapareceram e outra migraram para terras distantes.
 
Foto por Rafael Krug
 
No quesito sonoridade , como vcs se definiriam ou buscar soar?
 
O Wolftrucker é uma banda de Rock’n’Roll, é isso que passa na nossa cabeça quando pensamos no nosso som. Curtimos muito o fato de que cada pessoa que escuta define de maneira diferente. Muitos como Stoner Rock, outros como Hard Rock, mas a real é que temos muitas influências então não vamos perder tempo com isso.
 
Nosso primeiro contato com o material de vcs , foi excelente EP de estréia , como foi produzir ele?
 
Achamos excelente que tenham curtido! Nosso EP (2015) foi um trabalho interessante, produção própria da banda e apesar de ter sido feito com uma certa pressa ele capta bem a essência nas faixas. Gostamos bastante do resultado.
 
Foto por Vicente Abrahão
 
Vcs fizeram algumas gigs pelo sul e Uruguai , nos falem mais
 
Fizemos e curtimos demais! O povo Uruguaio é muito pilhado no nosso tipo de som! Fomos muito bem recebidos e não vemos a hora de retornar pra apresentar nosso novo repertório e beber mais Fernet con coca!
 
Qual é a ligação dele (EP) com o álbum?
 
Bem, nosso EP foi como um ensaio para o álbum, dele regravamos duas músicas: Chronos e Shadow Of Bums.

 
Foto por Marlon Laurencio 
 
Como surgiram as faixas do novo disco?
 
Foram surgindo ao logo de todo o período após o lançamento do EP, algumas das letras foram baseadas em vivências que tivemos, outras  são reflexões e até críticas.
 
Como foi trabalhar com Ray Z 
 
Excelente! O Ray é um baita profissional e sem dúvidas sua experiência fez toda a diferença na produção do álbum.
 
Foto por Daniel Sasso
 
O Bruno é o responsável pela parte gráfica da banda , como é feito esse processo dentro da banda e como são criados os conceitos?e falem da capa do Come To The Road?
 
Sim! Desde o começo da banda as ilustrações estiveram presentes, isso é muito importante pra gente, imagem e música juntas. Como eu sempre curti muito desenhar e trabalho na área, sou o encarregado dessa parte, desenhar a capa de Come To The Road foi um trabalho incrível, quero dizer, fazer justamente essa união de imagem com som que falamos. Isso é uma das coisas que nossos seguidores poderão sempre contar nos nossos lançamentos futuros.
 
 
Como vem sendo a receptividade do novo álbum?
 
Vem sendo boa! Mas temos novidades relacionadas a ele pra chegar em breve.
 
Quais são os próximos objetivos?
 
Queremos fazer uma tour pra fora do estado em breve.

 
Considerações finais
 
Muito obrigado pelo convite e pelo espaço Raro Zine, cês são foda! E pra ti que está lendo esta entrevista, acompanhe o Wolftrucker nas redes e escute nosso álbum Come To The Road! que já está todas as plataformas! KEEP ROCKING!
 
 
 
 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *